Imagem valor agregado
A fábrica desliga seus filtros durante a noite?

Não há essa possibilidade, pois os eletrofiltros funcionam continuamente em função da operação do forno. O eletrofiltro possui um sistema de proteção (segurança do equipamento) que, em determinado teor de Monóxido de Carbono emitido, ele desativa os campos elétricos e, nesse momento específico, aumenta o nível de emissões. Se o filtro permanecer por mais de 10 minutos desligado, o forno desliga automaticamente e interrompe a produção por emissões superiores aos limites permitidos.

 

mito mito 

As poeiras causam doenças nas pessoas?

As emissões de particulados, comumente chamadas de poeiras, são controladas e não alcançam níveis que podem comprometer a saúde. As unidades são dotadas de equipamentos de controle da poluição do ar, os ECPs, normalmente filtros de manga ou eletrostático que retêm os gases que saem dos fornos, mantendo os materiais sólidos. A eficiência dos ECPs está entre 99,5% e 99,9%. O pó coletado pelos filtros, por sua vez, é parcialmente ou totalmente reintroduzido no forno ou aproveitado no moinho. Não há, no Brasil, descarte do pó captado em filtros.

 

mito mito 

A queima de resíduos é tóxica e faz mal à saúde das pessoas e ao meio ambiente?

O chamado coprocessamento (uso de resíduos para a substituição térmica) é uma ação ambientalmente segura e totalmente alinhada às diretrizes de sustentabilidade. Ao substituir combustíveis fósseis e reduzir o passivo ambiental (na medida em que elimina do meio ambiente resíduos destinados a aterros ou incineração), o coprocessamento ganha uma importância ao garantir a produção com menor impacto ambiental. Todo o processo, porém, precisa ser muito bem controlado e monitorado. A InterCement detém tecnologia e conhecimento necessários para atuar de forma segura com o coprocessamento. Para saber mais sobre essa questão e ter acesso a estudos internacionais sobre o assunto, acesse a área Ecologia Industrial.

 

mito mito 

A empresa não pensa na comunidade? Só está preocupada com o lucro?

Como qualquer empresa, a InterCement tem que garantir uma boa performance financeira de seus negócios. Sem isso, o próprio negócio está em risco e toda a sua geração de valor na comunidade (empregos, impostos, compras locais etc.) está também comprometida. Portanto, a empresa está, sim, preocupada com sua lucratividade, mas de qualquer forma essa necessidade não é colocada em detrimento das comunidades. Pelo contrário, as diversas ações de investimento social privado coordenadas pelo Instituto InterCement estão focadas em educação, na geração de emprego e renda e no bem-estar das comunidades locais. Essa preocupação com as vizinhanças é resultado do entendimento de que não há desenvolvimento da empresa sem o desenvolvimento efetivo das comunidades, e isso é uma ação de mão dupla.

mito mito

Os caminhões não respeitam o limite de peso e o trânsito da cidade?

O trânsito de caminhões com excesso de peso bruto total nas rodovias e cidades infelizmente ainda é uma realidade. Existe uma falta de consciência dos embarcadores e transportadores, que põe em risco a vida das pessoas que convivem com essa realidade, além do desgaste prematuro do pavimento, gerando um custo muito elevado de recuperação. Embarcadores e transportadores fazem uso dessa prática, visando redução nos custos de frete.
A InterCement não incentiva essa prática, trabalha dentro dos pesos estabelecidos na norma do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), respeitando o Peso Bruto Total (PBT) de cada tipo de veículo. Nas portarias das fábricas de cimento da InterCement estão instaladas balanças, não sendo permitida a liberação de nenhum veículo com excesso de peso.

 

mito mito 

Como ocorrem as contratações?

As contratações acontecem mediante abertura de uma vaga. Primeiramente, opta-se pelo recrutamento interno, dando possibilidade de profissionais da empresa participarem. Não havendo contratação de algum candidato interno, as vagas são divulgadas ao mercado através do Linkedin (www.linkedin.com.br), do site Vagas ( www.vagas.com) e de consultorias de recrutamento e seleção.

 

A empresa não apoia mais os pedidos da comunidade? Antes recebíamos apoio aos pedidos.

A política atual de investimento social da empresa está vinculada aos trabalhos realizados pelo Instituto InterCement nas comunidades do entorno de nossas unidades operacionais. Esses trabalhos têm por objetivo promover o desenvolvimento comunitário das localidades, por meio de melhorias permanentes no município e na qualidade de vida de seus moradores. Tais iniciativas serão realizadas, ao longo do tempo, nas temáticas da proteção de direitos da infância e adolescência, melhoria da qualidade da educação, geração de renda, capacitação de mão de obra e diversas outras atendidas através do incentivo ao trabalho voluntário. O planejamento e a seleção de projetos ocorrem de maneira participativa com o envolvimento dos representantes da comunidade reunidos no Comitê de Desenvolvimento Comunitário (CDC).
Deste modo, os recursos para investimentos sociais neste momento estão comprometidos nessas causas, impossibilitando a disposição de novas quantias para outras demandas relevantes.